sábado, 3 de dezembro de 2011

tu, eu e os nossos pais



os pais dele (ou, como já me habituei a dizer, os meus sogros) querem conhecer-me. ouvem falar muito de mim, de vez em quando quase falam para mim e, agora, combinaram com ele e convidaram-me a ir lá a casa almoçar.
eu fiquei toda contente - nervosa, sim, mas contente - porque gosto que as pessoas me queiram conhecer, gosto que gostem de mim - e eles gostam sem saber bem como sou - e fiquei toda contente por saber que se fala assim tanto de moi lá por casa do meu príncipe . 
toca, então, de pedir aos meus papás.
resposta pronta: não vais.
se desanimo ? nem pensar, inicio um discurso de seis longos minutos onde explico o quão importante e séria esta relação é, o quanto gostamos um do outro. lá lhes digo que não, não estamos só a brincar aos namorados.
resposta pronta do meu pai: que seja, ele vem cá, diz-me as suas intenções para contigo, pede-me para namorar contigo e, se eu gostar dele, deixo-te ir.

a modos que é isto. o meu principe, sem hesitar, disse que sim. e agora é só ver em que via vai ser essa agradável visita. 

e o quanto eu me vou rir com esta situação toda.

4 comentários:

  1. woooo *.* depois tens que contar como correu :)

    ResponderEliminar
  2. ahahahahah! amei. conta tudo depois, POR FAVOR :))

    ResponderEliminar
  3. ahahahahahah, isto vai ser giro x)

    ResponderEliminar

A tua opinião conta, e eu conto com ela,

Ninna (: