sexta-feira, 4 de novembro de 2011

não se reconquista o amor com argumentos




para fundar o amor por mim, faço nascer em ti alguém que é para mim. não te confessarei o meu sofrimento, porque ele te faria desgostar de mim. não te farei censuras: elas irritar-te-iam justamente. não te direi as razões que tu tens para amar-me, porque não as tens. a razão de amar é o amor. também não me mostrarei mais, tal como tu me desejavas. porque tu já não desejas esse. se não, amar-me-ias ainda. mas educar-te-ei para mim. e, se sou forte, mostrar-te-ei uma paisagem que fará de ti meu amigo. 


- antoine de saint-exupéry, in cidadela

1 comentário:

  1. excelente escolha. deste autor apenas li o Princepezinho e sdorei :)

    ResponderEliminar

A tua opinião conta, e eu conto com ela,

Ninna (: